Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 15 de maio de 2010

'EXTREMO-ORIENTE'

A vida é uma flor que eu mal aspiro,
pois todo o aroma é pérfido, no fundo.
Numa ilha ideal vivo em retiro,
longe dos homens vãos, fora do mundo.

São finas porcelanas delicadas
os meus prazeres, em que toco apenas.
E do meu chá nas espirais levadas,
em ondas aromais, vão se me as penas ...

Passo os dias a olhar, pela janela
do quiosque encantado onde me abrigo,
rios de ouro em paisagens de aquarela.

E, poeta real nas vestes e etiquetas,
faço, com o abano do meu leque antigo,
voarem meus sonhos – como borboletas ...

Onestaldo de Pennafort
in Poesia

2 comentários:

Carlos Rímolo disse...

Querida amiga!!!
Belíssimo seu Blog. e maravilhoso o conteúdo. Lindo o Soneto. Adorei. Meus parabéns!
Beijos de luz!!!!

POETA CIGANO - 17/05/2010

carlosrimolo.blogspot.com

Henrique Rodrigues Soares disse...

Bela escolha para rechear este blog.

Sds.