Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Melancolia

À volta todas as rosas eram vermelhas
A hera era preta.

Querida, assim com um só mover de cabeça teu,
Todos os meus velhos desesperos despertarão!

Demasiado azul, demasiado terno era o céu,
O ar demasiado suave, demasiado verde o mar.

Eu receio sempre, e eu não sei porquê,
Um lamentável afastamento de ti.
Eu estou cansado dos ramos de azevinho
E enfadado do alegre espinheiro

De todos os infindáveis caminhos do país;
De tudo, meu Deus! exceto de ti.


Ernest Dowson

3 comentários:

Paulo Francisco disse...

Ainda havia esperança.
Lindo!

Julliany kotona disse...

Amei o blog estou te seguindo bjos de boa semana e sempre estarei aqui a te lêr e comentar seu espaço é encantador.

guarasol disse...

Amei este blog, sou uma fã de poesias e mensagens positivas em meu ORKUT. Estou curtindo muito tudo que vc apresenta. Parabéns pelo seu trabalho.