Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Poema do tempo


Tem o importante que sabe que é comum
Tem o comum que se acha importante
Tem o diamante que sabe que é pedra
Tem a pedra que se acha diamante
Enquanto isso, o tempo passa levando
Comuns, importantes, pedras e diamantes.

Ricardo Azevedo
In Ninguém sabe o que é um poema

6 comentários:

Martha Helena disse...

Meu Deus, que lindo!...poesia carregadinha de reflexão.AmOooooo!
mil beijos

Paulo Francisco disse...

E vamos entender a vida!?
Um beijo grande

Rosi Alves... disse...

Amei.beijos poeticos

Maria Luiza Silveira Teles disse...

Formidável! Um retrato exato da realidade!
Abraço amigo,
Maria Luiza

Haydee Cerantola disse...

Belissímo blog, de tirar o fôlego,
como não seguir se amo a poesia...?

Saudações Poéticas...!!

M@ria disse...

Correndo os ares, na amplidão perdida,
Essa música doce, é a voz, talvez,
Da alma de tudo, celebrando a Vida!

(Olavo Bilac)

Bom dia e o meu carinho...M@ria