Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 7 de setembro de 2014

OS RETRATOS


Os antigos retratos de parede
não conseguem ficar longo tempo abstratos.

Às vezes os seus olhos te fixam, obstinados
porque eles nunca se desumanizam de todo.

Jamais te voltes para trás de repente.
Não, não olhes agora!

O remédio é cantares cantigas loucas e sem fim...
Sem fim e sem sentido...

Dessas que a gente inventava para enganar a solidão
dos caminhos sem lua.

Mário Quintana
In: Esconderijos do Tempo



[Formatação da amiga Amália Catarina Wichert Grande] 

Um comentário:

Luciano Marcone disse...

Olá !
Como este é um blog dedicado a poesia, gostaria humildemente de apresentar meu blog onde estão poesias 100% de minha autoria:
http://viajandopelomundodaimaginacao.blogspot.com
Obrigado pela atenção !
Luciano.