Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 28 de março de 2010

O Maná da Vida

Num mar de dores te afogaste
não sabes tu, que são elas que te mantém
como uma energia, uma força do além
sacia tua sede nas lágrimas que escoaste

de teus olhos que em contraste
com o feio, se eterniza e brilha
como um nascer de um filho ou uma filha
são tesouro que por toda vida caçaste

não fuja da madureza
pois as dores estão em toda parte
e são símbolos da nobreza
que moldam o objeto de arte

até as rosas da pureza
tem espinhos em sua carne
para que o egoísmo da realeza
não revele em seu caule.

(Henrique Rodrigues Soares)

3 comentários:

Henrique Rodrigues Soares disse...

Essa poesia é tão viva e tão real que cada vez que leio, sinto de novo.

Sds.

PORTA-TRECOS disse...

SEU BLOG É UM ESPETÁCULO,VC ESTA DE PARABENS...D

PORTA-TRECOS disse...

exelente teu blogger,paraben,é extraordinário...d